Metrô-DF destina guarda-chuvas para uso dos passageiros | Companhia do Metropolitano do Distrito Federal istanbul evden eve nakliyat firmaları nakliye şirketleri evden eve nakliyat - iddaa siteleri sexs hatti betbaba güvenilir bahis siteleri meritroyalbet grandpashabet bahis siteleri casino siteleri betwoon madridbet betivo holiganbet perabet tombala siteleri jeton cüzdan evden eve nakliyat blackjack siteleri slot siteleri sexs hattı bahsine bahsine güvenilir mi telefonda sexs bahis seo evden eve nakliyat ofis taşıma güvenilir bahis siteleri güvenilir bahis siteleri yeni bahis siteleri sexs hattı canlı bahis siteleri casino siteleri betebet uluslararası evden eve nakliyat istanbul eşya depolama

Metrô-DF destina guarda-chuvas para uso dos passageiros

11 nov 2021

Projeto Guarda-Chuva Compartilhado volta a beneficiar passageiros no período das chuvas na capital federal. São usados os objetos esquecidos no sistema e não procurados pelos donos

Texto: Cristine Gentil/Metrô-DF
Fotos: Maria Luiza Munhoz/Metrô-DF

(Brasília, 11/11/2021) – A Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) lança nesta quinta-feira (11) a segunda edição do Projeto Guarda-Chuva Compartilhado. O objetivo é emprestar guarda-chuvas que foram esquecidos nos trens e nas estações, oferecendo mais conforto ao usuário em seu caminho depois de deixar o sistema, durante o período de chuvas.

Serão usados no projeto 125 guarda-chuvas, que foram esquecidos nos trens e nas estações e que não foram recolhidos no prazo de 180 dias. Pela norma do Metrô-DF, esse é o período em que um objeto esquecido pode ficar armazenado no Posto Central de Objetos Achados e Perdidos (PCOAP), localizado na Estação Galeria dos Estados. Depois, ele pode ser doado, reciclado ou direcionado para descarte ambientalmente correto.

Nesta edição, os recipientes com os guarda-chuvas ficarão expostos em local visível em três estações: Terminal Samambaia, Ceilândia Centro e Galeria. Nesta quinta, os guarda-chuvas já foram deixados nas estações de Samambaia e Galeria. Amanhã estarão em Ceilândia Centro também.

O projeto foi coordenado pela Gerência de Projetos Especiais do Metrô-DF e recebeu apoio da Fábrica Social, programa da Secretaria de Trabalho do Distrito Federal, que identificou os guarda-chuvas com a serigrafia das marcas do Metrô-DF e da Fábrica.

O projeto é acompanhado de uma campanha educativa, com peças gráficas e vídeo, que serão exibidos nos monitores de TV dos trens e estações, no site e nas redes sociais. Com humor, a campanha é inspirada em cena do filme Between Showers (traduzido como Dia Chuvoso), protagonizado pelo personagem Carlitos, interpretado por Charlie Chaplin.

“Queremos chamar a atenção para a necessidade de compartilhar o objeto. Ou seja, usar e depois devolver nas estações para que outros passageiros também possam se beneficiar. Além disso, é importante alertar para que as pessoas busquem seus objetos perdidos no Metrô-DF”, explica Letícia Divina, gerente de Projetos Especiais.

O projeto foi justamente concebido a partir de uma ideia da agente de estação Maria de Lourdes Galvão, que, há mais 20 anos, trabalha no PCOAP. Guarda-chuvas são um dos itens mais esquecidos nas estações e trens do Metrô. Acostumada a ver tantos objetos amontoados e sem destinação, ela deu a ideia de colocá-los à disposição da população para que vários usuários tenham a chance de compartilhá-los.

“Como o guarda-chuva é um objeto barato, as pessoas não voltavam para buscar e eu via muita gente esperando passar a chuva pra ir pra casa; então pensei em devolver ao usuário o que era dele. Nosso objetivo não é doar as coisas perdidas, mas devolvê-las. Essa foi a melhor forma de devolver, deixar disponível para que as pessoas usem”, conta Maria de Lourdes.

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.